Gestão de compras: estratégias para negociações e economia

As compras necessárias para que uma empresa entregue seus produtos e serviços com qualidade representam grande parte dos custos em qualquer atividade econômica. Com isso, cada centavo economizado no processo pode trazer retornos incríveis para a rentabilidade no negócio.

Além das estratégias mais tradicionais de compras, como a qualificação de fornecedores e o fechamento de contratos de longo prazo, os gestores ainda possuem outras formas de otimizar suas atividades. O desenvolvimento de novas tecnologias, em especial, vem dando aos profissionais responsáveis pelas compras um acesso cada vez mais amplo a informações úteis que ajudam na aquisição de produtos e serviços de forma inteligente, evitando gastos desnecessários. Conheça algumas estratégias para melhores negociações e economia para o seu negócio:

Identificar oportunidades

Quando o processo de compras é integrado às finanças da empresa, a rentabilidade do negócio é otimizada. Uma boa forma de desenvolver estratégias mais assertivas para as compras nesse sentido, por exemplo, é analisando a margem de contribuição de cada produto para o lucro do negócio.

Quando um produto tem esse indicador muito baixo, por exemplo, é preciso identificar oportunidades de redução de custos em toda sua cadeia de produção, evitando que ele seja descontinuado. Por outro lado, quando a margem de contribuição é elevada, os gestores também podem analisar mudanças em suas especificações que possam trazer ganhos substanciais de valor para o produto, resultando em aumento na satisfação do cliente.

Solução de problemas

As devoluções e as constantes reclamações sobre a qualidade de um determinado produto podem trazer grandes prejuízos às empresas, seja pela troca dos itens com problema ou pelos danos à imagem da organização.

No entanto, se a empresa é capaz de integrar os canais de atendimento ao cliente ao processo de compras, também é possível descobrir se a causa dos problemas tem a ver com os itens adquiridos para sua produção, permitindo a atuação em tempo hábil para a contratação de fornecedores mais confiáveis.

Minimizando riscos

Os processos de compras nas empresas de qualquer porte precisam ter estrutura, além de uma sequência clara e precisa para que todos os profissionais envolvidos possam trabalhar de forma alinhada.

Contudo, para que as etapas do processo estejam sempre atualizadas, condizentes com a realidade e fáceis de entender, é preciso que a organização conte com um software de interface amigável e que integre os diferentes setores da organização dentro das diretrizes estabelecidas pelo negócio. Isto reduzirá tempo, custos e trará mais segurança a cerca das informações coletadas.

Acessando informações confiáveis

Por fim, para conseguir implementar as estratégias mais tradicionais para compras mais eficazes, as empresas também precisam ter fácil acesso aos históricos de compras, disponibilidade de itens e giro de cada produto para que possam manter os níveis ideais de estoque.

Somente com informações confiáveis e atualizadas em um software, os profissionais saberão quando há necessidade de reposições, bem como o que é necessário para abastecer o estoque. Isto evita a realização de compras indiscriminadas e, assim, o gasto de dinheiro desnecessário.

Com tudo isso, fica mais fácil perceber que o uso de um sistema de gestão integrada, também conhecido como ERP, alinhado às melhores práticas do mercado é a melhor solução para que as decisões de compras contribuam ativamente para a rentabilidade do negócio.

E você, já aplica estas estratégias de para obter melhores negociações e, consequentemente, melhorias para o seu negócio? Conhece alguma outra dica de gestão de compras para complementar a nossa lista? Aproveite os comentários abaixo para compartilhá-las conosco!

Artigo relacionado:

Como um software erp colabora para o aumento de vendas

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Rolar para cima
× Como posso te ajudar?