Entenda a rastreabilidade e descubra se a sua empresa tem obrigação legal com esta ferramenta

Se você tem uma empresa, então com certeza você já esteve em contato com o conceito de rastreabilidade em algum momento. E se você trabalha com a indústria farmacêutica ou alimentícia, então a rastreabilidade é mais do que presente: ela é obrigatória por lei.

Mas se você ainda não entende claramente o que é a rastreabilidade e não sabe exatamente como utilizá-la para facilitar os processos internos, então este post foi escrito para você. Vamos explicar o conceito de um jeito claro, mostrar como um sistema de rastreabilidade pode facilitar o seu dia a dia e esclarecer tudo sobre a legislação sobre o assunto. A hora de você tirar todas as suas dúvidas é agora.

O que é a rastreabilidade?

A rastreabilidade é um conceito que nasceu na área de produtos, quando um gerente precisou descobrir onde um produto estava dentro da cadeia de produção. Hoje, o conceito se ampliou tanto que é possível aplica-lo inclusive para identificar o comportamento de clientes dentro da sua cadeia produtiva. Mas vamos falar disso mais a frente.

A rastreabilidade é a ação de rastrear, dentro de uma cadeia produtiva, o status de algum dado relevante para o processo de uma empresa, seja este dado um produto, um serviço ou até mesmo um cliente.

Como rastrear um dado dentro da cadeia produtiva? Há duas maneiras: uma fácil e rápida e a outra demorada e burocrática. A fácil e rápida é através de um sistema de rastreabilidade digital, ou seja, um software. A outra maneira é puramente manual e envolve pesquisar entre intermináveis relatórios e registros de entrada e saída de produção.

Com um software você consegue, por exemplo, pesquisar um lote de produtos fabricados e saber exatamente para onde foi cada produto deste lote com rapidez, precisão e agilidade. Tudo com um clique. Se você fosse rastrear este mesmo lote de maneira manual, você gastaria muito tempo interpretando dezenas de relatórios. E, como diz o ditado, tempo é dinheiro, então é melhor não perdê-lo, certo?

Mas além de facilitar o processo da rastreabilidade, um software pode ir além e ampliar as possibilidades para o seu negócio. Como? É o que vamos te contar a seguir.

Sistema de rastreabilidade digital: um mundo de possibilidades

Já citamos acima um exemplo de rastreabilidade de produto dentro de um software. Você digita, por exemplo, o lote do produto e descobre onde ele se encontra em sua cadeia produtiva. Mas com um sistema digital de rastreabilidade, você consegue ir muito além de produtos ou serviços.

Separamos uma lista de exemplos para você começar a entender as infinitas possibilidades desta ferramenta:

– Você consegue rastrear matérias-primas e descobrir exatamente quais produtos foram produzidos com ela.

– Com a rastreabilidade digital você identifica, com um clique, em quais pontos de venda foi um determinado lote de produto e retirá-lo do mercado imediatamente caso haja algum problema com aquele determinado lote.

– Você consegue descobrir qual cliente comprou um determinado produto ou serviço e em qual loja. Pode inclusive pesquisar qual é o comportamento de compra dele dentro da sua empresa: quando ele compra, o quê e onde.

– Você consegue controlar estoques em diversas lojas ao mesmo tempo e saber exatamente o que foi vendido, quando e para quem.

– A rastreabilidade também pode ser usada como ferramenta de auditoria. Com um clique você comprova entradas e saídas de produtos, por exemplo.

– O que mais você imaginar.

Este último tópico não é uma brincadeira, a rastreabilidade digital é realmente uma ferramenta inteligente, capaz de se adequar à sua necessidade. Basta você definir uma busca e, com um clique, encontrar todas as respostas e definir soluções imediatas.

E se você acha que isso ainda é uma tarefa complicada, dê um pulo no último tópico para ver um exemplo de uso da rastreabilidade dentro de um software. É mais fácil que você pensa.

Sua empresa tem obrigação legal com a rastreabilidade?

Para a maioria das empresas a rastreabilidade é um conceito útil, mas para outras é obrigatório. É o caso da indústria farmacêutica e alimentícia.

A Anvisa, Agência Nacional de Vigilância Sanitária, exige que todos produtos médicos e produtos para diagnósticos de uso In Vitro possam ser rastreados facilmente em qualquer ponto da cadeia produtiva.

Lei da Anvisa – RDC 16 6.4.1. Cada fabricante deverá estabelecer e manter procedimentos para a identificação de componentes, materiais de fabricação, produtos intermediários e produtos acabados durante todas as fases de armazenamento, produção, distribuição e instalação para evitar confusão e para assegurar o correto atendimento dos pedidos. 6.4.2. Cada fabricante deverá identificar cada unidade, lote ou partida de produtos com um número de série ou lote. Essa identificação deverá ser registrada no registro histórico do produto. FONTE

Já no caso da indústria alimentícia, de acordo com a lei 178/2002,  a rastreabilidade é obrigatória para produtos alimentícios destinados ao consumo humano e animal.

Lei 178/2002 15 – «rastreabilidade obrigatória», a capacidade de detectar a origem e de seguir o rasto de um género alimentício, de um alimento para animais, de um animal produtor de géneros alimentícios ou de uma substância, destinados a ser incorporados em géneros alimentícios ou em alimentos para animais, ou  com probabilidades de o ser, ao longo de todas as fases da produção, transformação e distribuição; FONTE

O objetivo destas legislações é garantir a livre circulação de alimentos e remédios seguros e saudáveis, que não representem risco à vida de nenhum consumidor. E ter uma rastreabilidade digital contribui para isso, pois facilita o processo rápido de retirada de um produto que possa representar algum risco para as pessoas.

Para garantir que as empresas obedeçam a legislação, a Anvisa só libera o alvará de funcionamento depois de comprovar que há um sistema de rastreabilidade em funcionamento e também realiza inspeções surpresas em estabelecimentos. Então se a sua empresa se enquadra nesta legislação, fique atento!

Exemplo de software com rastreabilidade

Se você acha que usar um software com rastreabilidade é muito difícil, prepare-se para mudar de opinião. Quando falamos que você resolve tudo com um clique, é porque é um clique mesmo. Veja só:

Passo 1

Você acessa a entrada do seu software e busca por “rastreabilidade.” No caso do exemplo da imagem, o VERSATIL ERP, o caminho é Centrais e operações > Auditoria > Rastreabilidade (atalho Shift+F10)

 

Passo 2

Então uma nova janela se abrirá e você vai poder customizar sua busca de acordo com a sua necessidade. Pode procurar por um lote de produto, por um determinado cliente, pelo estoque de uma loja. As possibilidades são infinitas.

Passo 3

Com o resultado da busca na tela, você pode ainda gerar um relatório e salvar em seu computador.

Viu como é mais fácil usar a rastreabilidade digital? Se você ainda tiver qualquer dúvida, pode perguntar pra gente aqui nos comentários. Nós vamos te responder rapidinho, afinal, rastreabilidade faz parte do nosso trabalho.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Rolar para cima
×

Powered by WhatsApp Chat

× Como posso te ajudar?